quarta-feira, 12 de agosto de 2015

EM BREVE GRANDE LEILÃO PREFEITURA DE VIAMÃO....

EM BREVE AQUI, GRANDE LEILÃO, AGUARDE INSTRUÇÃO EM ANDAMENTO!!!


CENTRAL DE LEILÕES DO RS, EMPRESA RESPONSÁVEL PELA ORGANIZAÇÃO DO EVENTO DE LEILÃO, SR. ENGENHEIRO MECÂNICO: 
  Dr. Egon Pinheiro André
 Eng. Mecânico
 CREA- 69297-D
Telefone: (51)36715207 / 99841972 que assina o presente Laudo, dentro dos requisitos e metedologia, abaixo grifada, como segue:

 *** EXECUTAM NAS CONFORMIDADES DA LEGISLAÇÃO VIGENTE DO DECRETO 21.981/32 E DREI  17 DE 05 DE DEZEMBRO DE 2013, FUNDAMENTADOS NA LEI 8.666 O LAUDO E DEMAIS ATOS EXECUTÓRIOS PERTINENTES,  (contrato, portarias, editais, laudos), SENDO LEILOEIRO OFICIAL,JUAREZ LAFFRA DA COSTA, EM SUAS ATRIBUIÇÕES LEGAIS que, lhe confere o Artigo 35 do Decreto 21.981/32, COM A DEVIDA FÉ PÚBLICA, VEM A ESTA COMISSÃO DE LEILÃO, EXPOR O QUE ABAIXO SEGUE:

              - laudo de avaliação para fins específico de alienação/leilão - ANEXO I

 A modalidade de alienação de bens inservíveis é muito complexa, portanto, certificamos as situações em que ocorrem de praxe, nesta modalidade, e que, deve ser cumprido por regra as três fases do Leilão, quais sejam estas:

 Primeira Fase: ocorre na instrução e organização dos lotes, cominadas com a avaliação de cada um dos bens; esta fase é de extrema importância, pois, quaisquer erros ou enganos, afeta diretamente os demais atos do leilão.
Para melhor fundamentar, segue uma narrativa resumida, que trata sobre a primeira fase do leilão.

“ A venda em leilão, não segue o Código de Defesa do Consumidor e sim, o Decreto 21.981/32 e Instrução Normativa DREI de 05 de dezembro de 2013, amparados pela Lei 8.666/93, portanto trata – se de serviços especiais, no qual o Edital rege, determina os atos e conduz o leilão; o que, porventura não constar no Edital, não será objeto de discussão; DA AVALIAÇÃO – A compra em Leilão é realizada nas seguintes condições (confira em Normas do leilão no Edital). Os bens serão vendidos no estado em que se encontram; ICMS, FRETES, MÃO DE OBRA E, OUTRAS DESPESAS, fica à cargo e responsabilidade daquele que arremata o bem; O Município e Leiloeiro não se responsabilizam pela garantia dos bens; transferências e taxas ficam por conta do arrematante, ou seja, é uma compra de risco para o arrematante, ASSIM, a avaliação tem sempre um diferencial do mercado, para que o valor dos bens chame a atenção dos pretensos arrematantes em plenário, provocando a disputa dos lances, para regular o preço do mercado; o arrematante paga além do valor auferido á crédito do Município, a comissão do leilão e demais encargos e taxas, tais como ICMS, ISSQN á crédito do Leiloeiro para fins de repasse ao Município do seu cadastro, Transporte/fretes, mão obra pessoal ou mecânica para retirada, recolhimento de guias ambientais vigentes, normas de saúde, quando os bens se enquadrarem, conforme ditames do edital, eventuais reparos mecânicos dos bens, Registros  alterações ou laudos INMETRO, remarcações de Chassis, Taxas Detran e outros pertinentes, em casos de bens serem pneus, equipamentos de informáticas, eletrônicos ou semelhantes, estes possui normas de transporte e armazenamento, bem como deve o arrematante se responsabilizar pelas exigências vigentes ambientais, sendo que a qualquer incidente pós leilão de transportes e armazenamento dos mesmos, não possui o arrematante amparo legal das normas vigentes tão e somente com Nota fiscal (Fatura) do leilão, Ata e quitação de pagamento, mas deve o mesmo se enquadrar nas Normas legais vigentes, indepedentes de aviso do leiloeiro ou não, sendo de sua responsabilidade os pré requisitos legais e por fim quando haver lotes de equinos (semoventes), deve se ater para as últimas exigências da saúde, no que tange aos cavalos apresentarem hepatite transmissiveis ao homem, por regra e norma deve o animal ser vacinado e ficar no local (Município por um periodo de 3 meses, ou por prazo de acordo com orientação da INSPETORIA VETERINÁRIA, lotada do Município da alienação, normalmente ocorre em casos de venda em leilão de animais apreendidos pelo Município e não retirados pelos proprietários, neste caso não há necessidade de estar o animal cadastrado no Município, pois segue as normas regidas pela fiscalização Municipal.

- Segunda Fase: DO CHAMAMENTO DE PÚBLICO, a segunda fase se conduz em uma excelente divulgação do Evento de Leilão, que norteia as redes sociais, jornais, sites, blogs e carteira de clientes;

- Terceira Fase:sendo esta a última fase do Leilão, para que este ocorra em sua mais pura eficiência bem como funcionalidade, o PRECO atrativo criará um número considerável de pretensos arrematantes na data do PREGÃO, que por sua vez fará emergir o senso de DISPUTA QUE, concomitante regulará o MERCADO; está terceira e última fase do Leilão, denominamos de O MARTELO DO LEILÃO, quando ficam tantos quantos ARREMATANTES na disputa com o  LEILOEIRO, em data e horário Leilão.
 Sumariamente falando, se não tivermos um cuidado melindroso de entrelace à todas as FASES DO LEILÃO, sendo elas, a adequada organização de lotes,aavaliação dos bens e, o chamamento de público, simplesmente, não teremos um resultado satisfatório entre o durante e o pós leilão.
Um Leilão SEM público é como o curso de um Rio sem águas. “ Não existe em sim mesmo”.
Quanto aos bens do Leilão, se os mesmos possuírem PREÇO DE MERCADO, acabam não sendo atraentes para uma disputa em plenário de barganha.
  
METODOLOGIA DE AVALIAÇÃO PARA OS BENS DO MUNICÍPIO

 Quando falamos em METODOLOGIA DE AVALIAÇÃO, podemos ser contundentes na seguinte afirmação de que, um bem pertencente ao Município, nem sempre necessita estar em situação USADO ou DEPRECIADO, para que seja considerado INSERVÍVEL ao Município; por inúmeras vezes um veículo ou um utilitário, novo ou semi – novo, passa à condição de inservível por diversos motivos, como a exemplo:
 - EXCESSO DE DESPESAS de manutenção, a não adequação do mesmo em uso no dia a dia; sabe – se que, é de costume, em áreas rurais, veículos ônibus terem carrocerias com motor na frente e estes veículos sempre possuem a traseira mais alta, facilitando a área geográfica do Município e, desta sorte, um veículo urbano mais baixo, sempre será um problema para o Município e, nesta situação, este bem, se torna INSERVÍVEL PARA O MUNICÍPIO independente de Ano e ou Modelo de Fabricação do mesmo, e ou, estado em que se encontra.
Como exemplo, usamos aqui a referência ao(FUNDAMENTAÇÃO)  "LOTE 06, do referido Edital de Leilão da Prefeitura Municipal de Turuçu, realizado na data de 09 de Abril Ano 2015, em horário das 11:00 HRS; Lote este que, trata – se de um ônibus carroceria CAIO, ANO 2001, placas IKF 1172, com Motor SCANIA L91 deitado; neste veículo, usamos as seguintes considerações como parâmetro de avaliação, quais sejam:

1)      Veículo Urbano
2)      Carroceria Baixa de difícil acesso ao interior
3)      Bancos Não Reclináveis
4)      Câmbio Automático pouco usual no mercado
5)      Somente para empresas de frotas
 No mercado, este veículo é utilizado somente com intuito de desmanche, com venda das peças, e, especificamente este."
Ressalte – se que, algumas peças como câmbio, são de difícil negociação/venda pelo valor de mercado e acabam sendo desmanchadas com a finalidade de uso voltada para engrenagens e demais peças. Em síntese, os fatos da narrativa trazem à luz, o que pode ser compreendido como sendo UMA DEPRECIAÇÃO NATURAL DO BEM, que, acaba por torná – lo, INSERVÍVEL.
Em outros casos, temos como parâmetro para chegar à um coeficiente, as chamadas DEPRECIAÇÕES FORÇADAS, como à exemplo, um bem que sendo utilizado no mercado, poderia angariar o montante de R$ 3.000,00, porém, por encontrar – se armazenado em sua forma errônea, obteve uma depreciação forçada, vindo a desvalorizar – se em 50% menos (R$ 1.500,00) e assim por diante.
 Prezados Ilustres, esperamos por através deste conteúdo, ter – vos esclarecido com a eficiência de fundamentações e considerações, dentro da Egrégia Legislação Brasileira, desta sorte, encontrando – se amparada legalmente a nossa PLANILHA DE AVALIAÇÃO, DOS LOTES 001 Á 043, CONFORME ÁLBUM DE FOTOS E LAUDO ANEXO I:

ANEXO I:
PLANILHA DE BENS PREFEITURA MUNICIPAL DE VIAMÃO – RS
Praça Júlio de Castilhos, s/n, Cep: 94410-055 | Fone: 51 3492.7600
Horário de Atendimento ao Público
Segunda a Sexta das 8:30min às 12h e das 13:30min às 17h

LOTE
DESCRIÇÃO DO BEM MÓVEL
VALOR DE AVALIAÇÃO
Lote 01
Aproximadas 05 Toneladas compostas por cadeiras escolares, carteiras escolares, armações de paradas de ônibus e outros metais diversos

R$ 750,00
Lote02
REBOQUE para Motocicleta com Rodas e Pneus. Placas IJD – 2188, para 300Kg. RENAVAM 723412820, Chassi 9A 9SUSAIGXMCF5076

R$ 150,00
Lote03
Telhas de Zinco usadas diversas

R$ 150,00
Lote 04
CPUs, Monitores, Estabilizadoresestes bens estão (localizados no mezanino, parte de cima do mesmo)
ESTE LOTE SOMENTE DEVERÁ SER RETIRADO POR ÚLTIMO, POIS HÁRISCOS DE POSSÍVEIS ACIDENTES, DEVIDO AO MEZANINO ONDE SE ENCONTRAM ESTES BENS, NÃO ESTAR DEVIDAMENTE ESCORADO E FIRMADO.

R$ 300,00
Lote 05
Freezers, Bebedouros, Cadeiras, Cartuchos para Impressoras e outros (estes bens estão localizados ao lado esquerdo do mezanino)

R$ 480,00
Lote 06
Liquidificadores Industrial, Relógio de ponto, Máquinas de escrever, Churrasqueira, Panelas e outros

R$ 200,00
Lote 07
Calhas Luminária, Pia Inox, Bebedouros Inox, Buffet Inox e outros

R$ 780,00
Lote 08
Fogões Industriais, Freezers, Painéis em Alumínio com tela plástica, Prateleiras Inox, Televisores e outros

R$ 1480,00
Lote 09
Móveis para escritório, Ar Condicionado, Geladeiras, Sucatas de Informática e outros (as TRAMAS de madeira de Eucalipto, que, estão localizadas junto ao Lote 09, não estão inclusas ao Leilão)

R$ 550,00
Lote 10
Fornos Industriais Novos, Armários de Aço, Calhas, Bebedouros, Ar Condicionado e outros

R$ 4800,00
Lote 11
Ar Condicionado, Ventiladores, Bebedouros, Caixas Plásticas, Enfeites de Natal, Arquivos e outros

R$ 550,00
Lote 12
Armários e Arquivos de Aço, Ar Condicionado, Freezers, Equipamentos de Informática, Máquinas de lavar, Tubos de Aço 50 mm Mastro e outros

R$ 350,00
Lote 13
Quantidade aproximada de Óleo 2 TEMPOS, no total de 700 (setecentos) litros com VALIDADE do produto por tempo indeterminado

R$ 4300,00
Lote 14
Ambulância com Motor, IVECO FIAT/DAILY 4912 VAN, Cor Branca, Chassi No. 93ZC4980118302330. RENAVAM 00764642839. Ano/Modelo: 2001/2001. Placas IKE 1341(Rodado Duplo Interno em bom estado)

R$ 5300,00
Lote 15
Veículo M.A/TRAMONTINI, Diesel, com Motor Agrale 2 Cilindros, com Carroceria de Madeira, Chassi No. CTT0334. RENAVAM 00583641296. Ano/Modelo: 1990/1990, Cabine em Fibra Rodado Simples, Placas IIG 4135 + 2 Tambores

R$ 3200,00
Lote 16
Veículo CAMIONETA MITSUBISH MMC/L-200 4x4 GL, Cabine Dupla, Sem Motor e Caixa de Câmbio, com Bancos. RENAVAM 00818477679, Chassi No. 93XJNK3404C33580. Ano/Modelo: 2003/2004, Placas ILO 6558 (Motor desmontado)

R$ 4300,00
Lote 17
Gaiolas de Ferro 03 (três) peças, tipo cesta de lixo

R$50,00
Lote 18
MOTONIVELADORA HWB, com Motor SCANIA 111, Placas III 5623, no estado

R$ 12400,00
Lote 19
MOTONIVELADORA HWB 165S, Sem Motor e Caixa de Câmbio, Sem Bomba Hidráulica, faltando diversos acessórios, Chassi No. 165S1439. RENAVAM 00583662390.

R$ 5800,00
Lote 20
RETRO ESCAVADEIRA CASE 580H, Chassi No. JHF0006123, RENAVAM 00583639003. Ano/Modelo: 1993/1993. Placas IIH 5172 (funcionando)

R$ 22800,00
Lote 21
Ônibus VOLKSWAGEM/CIFERAL PCIDII U, Carroceria CIFERAL, com Motor e Caixa de Câmbio, Capacidade de 48 pessoas, Chassi No. 9BWY2TJB2WRBO7501, RENAVAM 00714705543. Ano/Modelo: 1998/1999. Placas IIT 9321

R$ 3200,00
Lote 22
 FORD/F14000-HD, sem Motor, Sem Caixa, Sem Diferencial, Com Basculante 5 M3, na carcaça

R$ 5400,00
Lote 23
VOLKS 12140+, Sem Motor, Sem Caixa, Sem Diferencial Longo, Rodado Simples, Toco com Cabine Adaptada, Ceva em Madeira Grapia, Fundo da Carroceria Reforçado com Chapas de Aço, Placas IIT 1940. Ano/Modelo: 1999/1999

R$ 11300,00
Lote 24
Ônibus VW/16.210 CO, Com Motor e Caixa de Câmbio, para 77 passageiros, Chassi No. 9BWY2TJB0WRB05486. RENAVAM 00705680878. Ano/Modelo:1998/1998, Placas IIG 5258

R$ 6400,00
Lote 25
Veículo VW/KOMBI (Sucata), Sem Documento, com Motor desmontado, Com Caixa de Câmbio, Bancos e Portas, Ano/Modelo: 1998/1999. Chassi No, 9BWZZZ37WP013921. RENAVAM 00701588586, Placas IHV 3454 (baixa por conta do Arrematante)

R$ 750,00
Lote 26
Veículo VW/KOMBI (sucata), Sem Motor, Sem Documento, Sem Caixa, Placas IJB 4102 ( baixa por conta do Arrematante)

R$ 750,00
Lote 27
Veículo VW/KOMBI (sucata), Motor desmontado, Sem Documento, Placas ILV 2840 ( baixa por conta do Arrematante)

R$ 750,00
Lote 28
Ambulância RENAULT MÁSTER 11M325DCI. RENAVAM 859609863, Chassi 93YADCUH55J561330, Cor Branca, 114CV. Ano/Modelo: 2004/2005. Placas IMO 9209

R$ 4800,00
Lote 29
Ambulância IVECO FIAT/DAILY VIATURE A, Batida na frente, com Motor e Sem Caixa de Câmbio. Chassi No. 93Z35701183004142. RENAVAM 00775044334. Ano/Modelo: 2001/2001. Placas IKM 1288

R$ 5200,00
Lote 30
Lote Composto por equipamentos eletrônicos diversos Modelos e Tamanhos, Caixas de Som com alto falantes e outros

R$ 200,00
Lote 31

Patrolla (Motoniveladora FIATALLIS)  FG85 1983 (Mecânica desmontada)Placas IJE 6973 (necessita reforma geral)

R$ 12.800,00
Lote 32
Micro-ônibus (situação do veículo incendiado) Motor Cumins 4 cilindros Carroceria Mascarello Ano 2011 Placas IRV 9513

R$ 11.900,00
Lote 33
Caminhão CaçambaMB1714LS 1995 PLACAS IDW 2396 Mercedez Benz

R$ 23.200,00
Lote 34
Caminhão F14000 1994 Cor Branca Caçamba Placas IID0235

R$ 24.100,00
Lote 35
Caminhão F14000 1998 Cor Branca Caçamba Placas IIJ 7018

R$ 25.900,00
Lote 36
Caminhão F14000 1994 Cor Branca Caçamba Placas IIJ 6738

R$ 29.800,00
Lote 37
Caminhão Mercedez Bens 1996 Baú Motor Novo Placas IEL 9328

R$ 28.900,00
Lote 38
Caminhão Ford F14000 1994 Placas III 6310

R$ 14.900,00
Lote 39
Kombi 2005/2006 Cor Branca Placas IMX 5363

R$ 4.890,00
Lote 40
FIAT UNO 2007/2008 4 Portas Placas IOD 5324

R$ 6.900,00
Lote 41
FORD FIESTA 2011 4 Portas Placas IRV 1796 (existem reparos à serem realizados neste veículo)

R$ 8.300,00
Lote 42
KOMBI 2000/2000 PLACAS IJL 0530

R$ 2.900,00
Lote 43
Sucatas, Implementos Agrícolas Diversos, Composto para Roçadeira, Arado, Grade Incompletos

R$ 200,00

 Lote 44     Carregadeira Case 988 ano 1997 com matarial rodante com 50% de uso, trabalhando                                        R$ 44.000,00




Viamão, 22 de Julho do ano 2015





Cortesmente, estamos à disposição para fins de dirimir quaisquer dúvidas que venham emergir deste nobre Município e, havendo a necessidade, estamos prontos aos devidos esclarecimentos dos pontos individuais que remetam à presente INSTRUÇÃO DE LEILÃO, a esta COMISSÃO DE LEILÃO.
  
São as nossas considerações à este Egrégio Município de VIAMÃO
  
Cortesmente,

 Porto Alegre, 22 de julho 2015

CENTRAL DE LEILÕES DORS
 Horário de Funcionamento - 08:30 horas às 19:30 horas, segundas às sextas-feiras 
 Telefones: (51) 3898 - 5253 (51) 9593 - 2903 (51) 9476 - 3773 - 51-3015.2648
 Endereço Virtual: www.centraldeleiloesdors.com

 Dr. Egon Pinheiro André
 Eng. Mecânico
 CREA- 69297-D
 Telefone: (51)36715207 / 99841972

***Leilão á ser realizado pelo Sr. Dr. Juarez Laffra da Costa, brasileiro, casado, Leiloeiro Oficial, diplomado em 26/07/1996, matriculado sob o nº 130/96-JUCERGS, atua na área da leiloaria prestando seus Serviços Profissionais para os Órgãos Públicos: Federais; Estaduais; Municipais e iniciativa privada. No Judiciário Federal e Estadual, atua nas áreas: Cível, Falências e Trabalhista. Particulares: Presta seus Serviços Profissionais para Pessoas Físicas e Jurídicas. Bacharel em Direito, formado pela ULBRA/Gravataí/RS em 2009; Ex-Funcionário Público Estadual; Técnico em Transações Imobiliárias, trabalhou por mais de 20 anos como Corretor de Imóveis, tornando-se conhecedor do Ramo Imobiliário; Fotógrafo Profissional, Formado no Cine Foto Gaúcho. Despachante Profissional, com vasto conhecimento e encaminhamentos de documentos para registro junto á órgãos públicos; Desenhista de Arquitetura, Projetista, Colégio Batista Porto Alegre/RS; Acadêmico de Arquitetura (6º semestre-trancado) UNIRITER/RS; Com vasto conhecimento, nas diversas áreas: Comerciais; Industriais e Órgãos Públicos, atuando na leiloaria desde Julho/1996, tem tido êxito positivo em todos os leilões que presidiu. Na busca de novos desafios, coloca-se a disposição de toda a comunidade deste Estado do Rio Grande do Sul, para exercer seus Serviços Profissionais de Leiloeiro Oficial, com a remuneração conforme determina a Legislação Pertinente da leiloaria, sem ônus para o Comitente. Seu sucesso é nossa alegria, Nossa remuneração é o resultado de nosso serviço e a certeza de BONS NEGÓCIOS, Não interessa o tamanho do LEILÃO nem a distância percorrida, mas sim, as amizades conquistadas..



VALDIR BONATTO



Prefeito Municipal de VIAMÃO– RS



Registre – se



Publique - se
  
                  Postar um comentário